COMO MONTAR UM MARKETPLACE

Marketplace é uma excelente alternativa para escalar seu negócio

Nossos diferenciais

Planejamento

Te apoiamos desde o planejamento de seu projeto digital com intuito de proporcionar as melhores alternativas do mercado seja como exemplo: como criar um site igual olx ou criar site igual mercado livre

Presença Digital

Se torne uma autoridade no seu segmento de atuação, nós te ajudamos no desenvolvimento de marketplace assim como criar um aplicativo de serviços.

Aumente suas vendas

Todas as soluções que desenvolvemos pensamos em nossos clientes venderem mais pela internet, então no preocupamos em cada detalhe em nossas soluções.

Otimize Resultados

Nosso objetivo é melhorar seu CAC (Custo de Aquisição do Cliente) versus LTV (Lifetime Value).

Veja alguns de nossos clientes

Veja alguns de nossos clientes em nossos cases

Veja o que estão falando sobre nós depoimentos

Leo Costa

Gerente E-commerce – Web Cadeiras

"Ao longo de vários anos de parceria, sempre recebemos um atendimento com excelência e as suas ações sempre nos ajudaram a atingir os nossos objetivos. Possui um time capacitado, que analisa as necessidades e apresenta as melhores soluções, sempre utilizando ferramentas e técnicas atualizadas. Recomendamos com certeza."

  • Não dependa de programadores, esteja pronto para começar a criar marketplace
  • Plataforma de marketplace totalmente gerenciável por você
  • Veja como criar um marketplace pode ser simples!
Solicitar orçamento

Marketplace de Produtos

Mesmo sistema de vendas da Amazon/Magazine Luiza

Quando você pensa em como criar um marketplace, pode se tornar uma Plataforma de Marketplace onde vários parceiros cadastram seus produtos dentro da sua loja virtual, assim acontece com a Magazine Luiza / Amazon. Dessa forma você consegue o desenvolvimento de marketplace ao conectar os vendedores com os compradores ganhando um percentual sobre as vendas.

Saiba mais

Shopping Virtual

Essa solução de como criar um marketplace se aplica também para Shoppings virtuais por região, exemplo você fecha parcerias com os lojistas e/ou prestadores de serviços da sua região e todos aparecem dentro do seu Shopping, podendo ganhar um valor fixo + percentual sobre as vendas. Como montar um marketplace de produtos pode ser simples e bastante lucrativo, algo semelhante a como criar um site igual olx ou criar site igual mercado livre.

Saiba mais

Marketplace de Serviços

Mesmo sistema de vendas da We Do Logos/Uber

Seu Marketplace de Serviços, através da plataforma de marketplace, se no projeto em como criar um marketplace conecta prestadores de serviços com clientes, ou seja, o cliente recebe orçamento de profissionais avaliados, negociam entre si e fecham negócio com garantia de pagamento para ambos os lados. Por parte do Marketplace de Serviços, é possível cobrar um valor fixo por plano mais um percentual por transação, em alguns casos somente o percentual por transação. Saiba que como criar um aplicativo de serviços pode encontrar uma forma de atuação ao criar marketplace, fazendo uma plataforma para marketplace!

Saiba mais

Marketplace de Leads

Mesmo sistema de vendas da Getninjas/O Hub

Existe uma forma em como criar um marketplace através de uma plataforma de marketplace que atrai potenciais clientes para prestadores de serviços, onde o cliente recebe orçamentos de fornecedores, negociam entre si e fecham negócio. Nesse modelo de negócio, ao fazer o desenvolvimento de Marketplace pode cobrar plano fixos por créditos. Ao ter uma plataforma para marketplace tudo se torna mais fácil ao pensar em como criar um marketplace!

Saiba mais

Guia completo sobre marketplace: entenda tudo sobre tipo de negócio!

Com sucesso da internet, muitas pessoas estão procurando entender como montar um marketplace. Sendo uma ideia de negócio que passou a ficar mais famosa no ano de 2020 devido a muitas pessoas estarem optando por comprar produtos e serviços pela internet. Mas é essencial saber tudo sobre marketplace antes de colocar uma ideia em prática.

Mas como vender mais? Além de ter uma ideia inovadora que é a verdadeira solução de um problema de um determinado público.  Você precisa cuidar de outros assuntos, como responsividade, gerenciamento de plataforma de pagamento e demais pontos para que seu marketplace seja aberto.

Apesar de muito trabalho entenda que abrir um negócio é mais fácil do que você imagina, principalmente se optar por contratar um time que entende do assunto e irá trabalhar no desenvolvimento de marketplace enquanto você cuida de assuntos legais, por exemplo.

Reunimos aqui mesmo neste Guia completo sobre marketplace, tudo o que você precisa saber sobre este mercado que não para de crescer e claro, não deixamos de citar dicas para que o sucesso seja um momento permanente em seu dia a dia. Boa Leitura!

O que é e como montar um marketplace?

Você pode não ter percebido, mas com certeza já comprou algo por meio de um marketplace. Isso porque muitas empresas estão optando por usar uma plataforma como esta devido à visibilidade ser maior. Percebeu que citamos este modelo de negócio como uma forma de conectar lojas e clientes? Esta é a principal função de um marketplace!

Muitas pessoas imaginam que seja um empreendimento apenas para a venda dos produtos e/ou serviços de uma empresa própria, mas não é isso que acontece. Um marketplace é principalmente usado como uma ponte de conexão, onde empresa e cliente fecham negócio por meio da plataforma oferecida.

E você sabe como foi feito o primeiro processo de como montar um marketplace deste tipo de negócio?

Quem teve a primeira ideia de montar um marketplace?

Sendo um tipo de empreendimento que ficou mais famoso nos últimos cinco anos, é importante você saber que o primeiro marketplace foi aberto antes mesmo dos anos 2000. Em 1995, Pierre Omidyar desenvolveu uma plataforma de vendas chamada AuctionWeb.

A ideia passou por uma mudança de nome em 1997 e você pode até não ter optado por ter adquirido algum produto por lá, mas conhece o nome: Ebay. Este foi o primeiro marketplace pelo qual se tem conhecimento e a ideia não mudou muito desde então.

Como na época foi uma ideia inovadora, em seu primeiro ano (1996), o site tinha uma parcela de 400 mil usuários, estes que estavam tanto vendendo, quanto comprando alguma coisa. Acompanhando o sucesso, outras empresas como Amazon entraram neste mercado. Em 2000, a empresa de Jeff Bezzos inaugurava então o seu marketplace.

E o conceito deste modelo de negócio não mudou tanto. Todas as pessoas que querem abrir um marketplace precisam ter em mente que este tipo de empreendimento não é focado em realizar venda direta, mas sim ser o intermediador entre cliente e empresa.

Mas saiba que sim, uma pessoa pode optar por abrir um marketplace e vender produtos/serviços próprios, mas ainda deve abrir espaço para que outros empreendimentos comercializem algo para os visitantes. Caso contrário, este será então um e-commerce.

Como funciona uma plataforma marketplace?

Você conhece o Mercado Livre e Amazon? Estas empresas são ótimos exemplo deste modelo de negócio, onde na verdade, os proprietários não possuem estoque de boa parte dos produtos (no caso do Mercado Livre, este não possui produtos próprios). Um marketplace funciona em 4 mãos: o vendedor e o comprador.

Na prática, o dono de uma empresa (ou até mesmo um produto que está parado em casa) realiza o cadastro do anúncio de forma autônoma e em seguida este passa a ser exibido dentro do marketplace.

Se alguém vir a ficar interessado, a compra é acertada entre os envolvidos e o produto é enviado pelos correios para outra cidade, estado ou até mesmo país. E é dessa forma que funciona um marketplace.

Por que uma plataforma marketplace é uma ótima ideia de negócio?

Quando falamos de abrir um marketplace, é importante você entender que irá se preocupar mais com a divulgação e gerenciamento da plataforma do que com o estoque. Isso porque todos os produtos e detalhes de vendas serão feitos pelas lojas parceiras de seu negócio.

Portanto, você não precisa gastar com o aluguel de um local para guardar produtos ou uma grande equipe de funcionários para atender as pessoas. Isso porque essa será uma tarefa de quem vende coisas em seu marketplace.

Também é possível deixar as fronteiras de lado, como dissemos anteriormente. Assim, uma pessoa que está em uma cidade do interior de São Paulo pode comprar um produto de uma loja que está no Rio de Janeiro ou em qualquer outro lugar do Brasil. O frete vai mudar de acordo com o local, mas isso pode ser acertado entre os envolvidos.

Falando ainda mais sobre ser um negócio escalável, é possível ter um marketplace de diversos produtos, muito parecido com o que Amazon e Mercado Livre fazem. Basta ter parceiros de diversos segmentos e estes estarem dispostos a cadastrar os produtos na plataforma. Isso deve ser decidido antes de você dar o start no processo de como montar um marketplace.

Tipos e como montar um marketplace?

Devido a serem mais comuns e optados pelos empreendedores que desejam ter um negócio digital, ainda é alta a porcentagem de pessoas que imagina que um marketplace pode ser usado apenas para vendas b2c (Bussines-to-Consumer ou de empresa para cliente). Mas não é isso que acontece!

Este modelo de negócio possui muitas variações, como por exemplo o mercado de aluguel. Este que vem crescendo dia após dia. Vamos falar melhor sobre cada um deles para que você decida antes mesmo de começar a se planejar.

O que é um marketplace de produtos físicos?

Sendo o formato mais comum para quem quer entrar no mercado de marketplace, quem opta por abrir um negócio de vendas de produtos físicos optará por oferecer uma plataforma para marketplace focada em dois tipos de público: quem possui algo para vender e quem está interessado em realizar uma nova aquisição.

Está se perguntando como acontece o lucro do proprietário de uma empresa como esta? Além de receber uma porcentagem por cada venda realizada por meio da Plataforma, o proprietário do marketplace pode criar um sistema de anúncios onde os parceiros pagam para ter uma maior visibilidade.

Exemplo de marketplace de produtos físicos

                           

Como dissemos anteriormente, o dono deste negócio até pode vender produtos e/ou serviços próprios, mas é importante se atentar para não acabar tornando o marketplace em um site para sua empresa. A principal função de um empreendimento como este é realizar a conexão de um consumidor com diferentes organizações e isso não deve ser deixado de lado.

Marketplace de serviços tem feito muito sucesso devido à praticidade

Com a correria do dia a dia, muitas tarefas que fazíamos com muita facilidade agora são terceirizadas, certo? Não é de se estranhar que muitas pessoas (principalmente as que moram em grandes capitais) estejam contratando profissionais para realizar tarefas rotineiras. E um marketplace de serviços é usado para conectar estes dois tipos de público.

Tanto as pessoas que precisam de ajuda para realizar alguma tarefa quanto para quem possui aptidão para realizar isso. Com o passar do tempo e ao perceber que sua ideia está dando certa, é ideal pensar no processo de como montar um aplicativo de serviços.

Exemplo de marketplace de serviços para quem deseja saber como montar um marketplace

Falando sobre os ganhos, o proprietário também ganha de acordo com as parcerias acertadas entre profissionais e usuários. E é importante dizer que um negócio como este pode ser utilizado em diversas situações. Você pode por exemplo realizar a conexão entre pessoas que precisam realizar uma limpeza em apartamentos e residências com profissionais do setor.

Assim como optar por conectar quem precisa de reparo em um automóvel. Todos os segmentos podem ser explorados, basta saber que a conexão entre dois polos não deve ser deixada de lado.

Como montar um aplicativo de serviços?

Os aplicativos estão no dia a dia das pessoas assim como as redes sociais, mas como fazer isso dentro da ideia de plataforma de marketplace? Primeiramente, como você pode imaginar, é importante ter um público para realizar o download. Sem isso, todo o seu investimento no processo de como montar um aplicativo de serviços será perdido.

Com a demanda existindo, é hora então de começar a fazer o desenvolvimento e começar a mexer no processo de como montar um aplicativo de serviços. É ideal entrar em contato com uma empresa que entende do assunto para que nada de errado aconteça e na verdade, tudo pode ser resolvido sem muitos problemas por profissionais do ramo.

O processo de como montar um aplicativo de serviços é bastante parecido com o desenvolvimento de marketplace, onde você pode usar a arquitetura de seu negócio como base neste processo. É ideal que a responsividade não seja de lado.

Hoje em dia existem muitos smartphones e tablets com tamanhos diferentes, então seu aplicativo de serviços precisa se adaptar a isso de forma automática para que a contratação não tenha problemas.

Com tudo pronto e o processo de como montar um aplicativo de serviços concluído, é hora então de investir na divulgação. Além de disponibilizá-lo nas principais lojas digitais do Brasil (e do mundo, caso tenha parceiros de outros países). Também é válido divulgar em seu site e demais canais que você tem um aplicativo onde as compras podem ser feitas de uma forma mais fácil.

Como montar um Marketplace aluguel e porque isso é uma opção interessante

Você já precisou viajar para alguma cidade ou estado, seja a trabalho ou lazer, e teve que alugar um espaço para dormir, descansar e guardar sua bagagem? Sendo uma alternativa aos hotéis de grande porte e até mesmo pousadas, muitos modelos de marketplace aluguel estão fazendo sucesso por permitir a conexão de quem precisa de um espaço para passar um tempo e quem é dono de um local.

Na prática, acontece tudo sem muitos problemas. Primeiramente, a pessoa que é proprietária da residência ou apartamento realiza o cadastro do local na plataforma, colocando fotos e demais informações no marketplace aluguel para que o aluguel aconteça. Quando alguém vir a procurar por um espaço para passar um tempo na cidade em questão, este entra em contato com o proprietário ou responsável pelo local e juntos discutem sobre a contratação.

O faturamento do dono do marketplace aluguel acontece sempre que um acordo for fechado por meio da plataforma. Empresas especialistas deste setor, como o AirBnB, também estão ganhando dinheiro ao oferecer anúncios para os proprietários de casas e apartamentos, onde o anúncio é exibido para mais pessoas.

De todas as formas, com a diminuição da pandemia, cada vez mais pessoas estarão viajando e você pode faturar muito ao abrir marketplace aluguel.

Como montar um marketplace de agendamentos: ideal para profissionais da educação e medicina

Sendo um processo que antes era feito pelas secretárias, o agendamento sempre foi uma forma inteligente de organizar a agenda de médicos e profissionais, principalmente se trabalharem de forma autônoma.

E os marketplaces de agendamento permitiram que este trabalho seja otimizado, onde o próprio cliente marca o horário que deseja ser atendido. Como você pode imaginar, é necessário que o profissional disponibilize sua agenda semanal para que não aconteçam conflitos. Muitos professores e até mesmo médicos estão optando por atender pessoas por meio de um marketplace, onde estes conseguem ter um faturamento complementar.

Aqui, acontece o mesmo com os exemplos anteriores. O dono do marketplace de agendamentos sempre fatura quando um novo atendimento é agendado por meio da plataforma. Ainda ressaltamos que estes podem vir a ganhar ao realizar anúncios personalizados para os parceiros, onde os visitantes do site são impactados assim que visitam o site.

Marketplace de produtos digitais é uma opção interessante e ótima para os dias atuais

Quando compra um novo celular, tablet ou computador, é necessário realizar o download de aplicativos para usar no dia a dia, certo? E você pode até não saber, mas utilizou e até mesmo comprou algum “produto” ou serviço por meio de um marketplace digital.

Lembra das lojas digitais que acessamos para conseguir ter novos aplicativos para nosso celular, por exemplo? Estas podem ser consideradas marketplaces de produtos digitais. Isso porque servem como uma ponte de conexão entre pessoas e empresas que desenvolvem este tipo de software.

E engana-se quem pensa que apenas aplicativos podem ser vendidos e/ou oferecidos em um marketplace de produtos digitais. Se escolher abrir um negócio como este, você pode ter parceiros que vendem livros, cursos, filmes e até mesmo séries.

Com dúvidas sobre como os donos de um marketplace de produto digitais fatura? Isso é muito simples e não muda em comparação aos modelos que citamos anteriormente. É retirada uma comissão de cada venda realizada. Se seus parceiros oferecerem produtos gratuitos, é possível cobrar pelo aluguel do espaço, como se você estivesse cobrando por exibir o que a empresa desenvolveu.

Marketplace de leads: uma opção que vem crescendo dia após dia

 Sendo um pouco diferente dos exemplos que citamos anteriormente, o faturamento de um marketplace de leads acontece na venda de planos para um grupo de profissionais em específico. Entretanto, é importante que este atue para oferecer oportunidades de serviço para quem é seu parceiro.

Esta variação também é focada em realizar a conexão entre dois polos que possuem uma necessidade, mas, entretanto, é realizada a venda de créditos para que os especialistas entrem em contato com as pessoas. Então tenha em mente que você vai então passar a vender oportunidades de serviço para os especialistas e ao mesmo tempo, ainda se preocupar em captar estas oportunidades.

Exemplo de marketplace de leads para quem está pensando em como montar um marketplace

O dono de um negócio como este fatura sempre que realiza a venda de pacotes de créditos, isso que pode acontecer de forma mensal, anual ou até mesmo bienal. Além de permitir que um grupo de profissionais tenha mais vendas, também é importante oferecer benefícios que fazem sentido para o dia a dia de seus parceiros. Disponibilizar postagens para as redes sociais é um ótimo atrativo, assim como oferecer descontos em soluções que possuem um alto preço no mercado atual.

Um marketplace pode vender produtos próprios/serviços?

Durante os parágrafos anteriores, afirmamos que este tipo de negócio precisa ser a ponte de conexão entre dois polos. Mas apesar disso, muitos marketplaces próprios ainda estão usando seus sites para vender produtos próprios. E sabia que esta ação não faz com que ele seja desenquadrado da categoria? Isso porque apesar de tudo, ainda está realizando a conexão entre pessoas que desejam comprar algo e uma empresa que está vendendo itens e serviços.

É o caso da Amazon, por exemplo. A empresa de Jeff Bezzos, que começou a vender livros em seus primeiros, anos, logo depois se tornou uma poderosa ferramenta para que pessoas vendam itens. Mas com o lançamento de produtos próprios e realizando e expansão de seu catálogo, passou a vender dentro de seu próprio marketplace.

Então, por mais que o grande foco da empresa ainda seja realizar a venda de produtos próprios, ainda é alto o número de pessoas que vendem e compram por meio do marketplace da empresa. O mesmo acontece com outras empresas, como Magazine Luiza. O mesmo acontece: a dona usa a plataforma para marketplace para vender produtos próprios, mas ainda é alto o número de pessoas e até mesmo empresas profissionais que estão vendendo por meio disso.

Desta forma, entenda que sim, você pode abrir um marketplace e vir a vender dentro de uma plataforma como esta, mas jamais deixe de permitir que dois polos consigam conectar por meio de seu negócio. Caso contrário, vale mais a pena investir em uma loja virtual para sua empresa.

Como criar um marketplace?

Se você decidiu que a melhor coisa a se fazer é entrar neste mercado, é hora de arregaçar as mangas e passar a trabalhar para que sua ideia saia do papel. E saiba que você tem muito trabalho pela frente, mas ao realizar tudo com muita calma, seu marketplace será aberto da melhor forma possível. Reunimos todas as informações a seguir, veja agora mesmo.

Como criar marketplace: valide sua ideia de negócio

A primeira etapa para abrir um negócio é ter certeza de que nenhuma outra pessoa já está realizando o que você tem em mente. Além disso, é importante entender que seu marketplace precisa resolver um problema presente no dia a dia de um determinado público.

Por exemplo: se estiver pensando em abrir um negócio focado em conectar restaurantes de comidas saudáveis e pessoas fitness, é necessário entender todos os problemas que o seu público-alvo possui (de uma forma geral, sejam eles grandes ou pequenos) e claro, resolver todos eles.

Será que o preço é uma “dor” que você deve resolver? Ou a forma de entrega? Investigue todos os problemas para que em seguida você possa avançar na hora de abrir um empreendimento como este!

Antes de criar marketplace, escolha um público-alvo para começar a lucrar

A segmentação de nicho é mais do que uma forma de ter mais vendas, mas sim passar a vender suas soluções para um tipo de público em específico. Ainda utilizando o exemplo de conectar pessoas fitness e restaurantes deste ramo, você precisa então, além de estudar muito bem o público que vai comprar as marmitas, ainda entender os problemas de quem é proprietário. Com isso, ao entender os dois polos, fica mais fácil conseguir parceiros para oferecer produtos e claro, chamar atenção de pessoas que estão à procura de marmitas saudáveis.

Realize uma pesquisa de mercado para saber se sua ideia de plataforma marketplace realmente pode ser tirada do papel neste momento

Com uma ideia escolhida e um público-alvo escolhido, é hora de saber se você terá sucesso na hora de tirar sua ideia do papel. Para isso, antes mesmo de solicitar criação de logomarca, layout de site e demais ações que custam dinheiro, realize uma pesquisa oferecendo suas soluções de marketplace para uma parcela do público-alvo (vendedores e pessoas que irão comprar destas pessoas por meio de sua plataforma).

Você também pode aproveitar o momento de pesquisa, onde sua empresa ainda não está lançada, para tirar dúvidas que ainda norteiam seu projeto. Aproveite o momento de validação de ideia para entender tudo antes mesmo de passar a gastar no processo de como montar um marketplace.

Entenda como está o mercado e compreenda como os concorrentes estão agindo, assim como procure por parceiros

Muito se fala sobre inovação no mundo das empresas e para saber o que os concorrentes não estão fazendo, não há outro jeito: você precisa fazer uma análise para saber o que deve ser feito. Mas como fazer isso? Além de literalmente procurar todas as empresas que podem ser prováveis concorrentes (diretos e indiretos) de seu marketplace, é essencial entender as ações de marketing para não acabar fazendo “mais do mesmo”.

É essencial tirar um ou mais dias para saber quais são as empresas que podem fazer com que você tenha menos vendas e então, atuar para se tornar um verdadeiro líder no mercado que optou por atuar.

Como sua ideia está validada e plataforma de marketplace está sendo desenvolvida, é aqui que você passa a procurar parceiros para oferecerem produtos e/ou serviços para as pessoas que irão entrar no site. Neste momento também é importante entender as variáveis que seu mercado possui e saber se adaptar a tudo caso uma destas seja mais frequentes.

Defina sua proposta de valor na hora de criar marketplace

Sabendo sobre seus concorrentes e tendo um público-alvo para atingir, então é hora de definir uma boa proposta de valor. De forma prática, esta é a solução que vai fazer com que pessoas usem sua plataforma para marketplace (por parte dos visitantes) e vendas (parceiros).

Pensando no exemplo de marmitas saudáveis, você então irá formalizar que será uma plataforma que irá conectar pessoas e restaurantes, onde os ganhos acontece sempre que uma venda acontece por meio do marketplace. Com tudo acertado então você consegue tirar sua ideia do papel sem muitos problemas.

Entenda quais serão os esforços para que o desenvolvimento de marketplace aconteça

Ao optar por executar o processo de como montar um marketplace, você precisa se atentar a muitos fatores do simples desenvolvimento de um site que gere conversões. Isto até pode ser considerada uma das etapas, mas entenda que tirar sua ideia de plataforma de marketplace precisa entregar autonomia para os parceiros. Isso porque eles irão cadastrar todos os produtos/serviços que serão vendidos.

Começar pelo desenvolvimento de todo o material criativo é uma ótima forma de abrir uma empresa como esta. Logo em seguida começa o desenvolvimento do site, mas entenda que você precisa cuidar do painel onde os parceiros irão trabalhar.

Você precisará de um time de vendas para conseguir parceiros, certo? E isso também pode ser considerado um dos esforços para que sua ideia seja tirada do papel. Aproveite o momento de que sua empresa não está funcionando para procurar por funcionários para trabalhar no seu negócio.

É importante também ter uma plataforma que realiza o processamento de todas as compras. Existem muitas empresas que fazem isso de forma profissional, mas ainda assim é interessante optar por uma que realize o split de pagamento de forma automática.

Mas o que é split de pagamento e como isso influencia no processo de como montar um marketplace?

Na hora de abrir um marketplace, muitas pessoas ficam se perguntando como os proprietários conseguem separar tudo o que foi vendido por cada parceiro e claro, tirar sua porcentagem de lucro. Isso é feito por uma ferramenta chamada split de pagamento, que já inserida no gateway de pagamento.

Desta forma, quando uma venda é feita, tanto parceiro quanto dono do marketplace já recebem o valor correto, já em sua conta bancária pré-cadastrada. Desta forma, tudo fica mais fácil e na verdade, todos os ganhos ficam automatizados.

Então na hora de abrir um marketplace, independentemente do tipo, opte por contratar uma empresa de processamento de pagamentos que oferece split de pagamentos. Isso também evita a bitributação (que por sinal é proibida), que só traz burocracias.

Defina seu plano de marketing e vendas no processo de como montar um marketplace

Por mais que você entenda do mercado que está pensando em abrir um marketplace, é importante ter todas as etapas traçadas para que nada saia do controle devido a um erro que poderia vir a ser evitado.

E a definição do plano de marketing e vendas não está focada em apenas desenvolver uma foto e o tipo de público que será impactado. Além de escolher os canais que você irá atuar, é importante escolher a praça de atuação, definir uma valor para inserir em mídia paga e demais assuntos que fazem parte de uma estratégia assertiva.

Para ter uma maior assertividade ao fazer isso, indica-se que você sente juntamente com um especialista que entende do assunto, juntamente com sua ideia de negócio. Desta forma você não perde em nenhum momento, uma vez que tudo estará definido para conseguir chamar atenção de parceiros e claro, clientes para comprar todos os produtos e/ou serviços que estarão em seu site.

Cuide de assuntos legais na hora de como montar um marketplace

Devido a estar começando uma pequena empresa, muitas pessoas imaginam que não precisam ter um CNPJ e demais documentos para começar um marketplace. Mas é justamente o contrário.

Isso porque como qualquer outro tipo de empresa, você não pode começar a lucrar sem estar com tudo legalizado. Antes mesmo de colocar seu site no ar, entre em contato com um escritório de contabilidade que entende do assunto e cuide de todos os assuntos que envolvem este processo de como montar um marketplace.

Muitos donos de empresas pensam que não precisam de um alvará de funcionamento devido a trabalharem de forma virtual, mas não é isso que acontece. Isso porque se vir a ter um depósito para armazenar mercadorias (lembre-se que isso é possível) que vende dentro do marketplace, então este documento se faz mais do que necessário.

Construa um MVP para saber se você terá assertividade no desenvolvimento de marketplace

Sendo a sigla para Minimum Viable Product, que pode ser traduzido para Produto Viável Mínimo, esta é então uma espécie de versão teste de seu negócio para saber se ele pode ser escalado. Não adianta investir pesado em uma estratégia de marketing, colocando um alto valor em campanha paga, sem saber se isso trará retorno, certo? Tenha isso em mente na hora de executar o processo de como montar um marketplace.

Para evitar erros que existem a técnica de MVP, onde você oferece o mínimo possível para checar a aceitação de sua ideia no mercado. E claro, ainda conseguir criar uma demanda. Ainda falando sobre o exemplo de plataforma que conecta restaurantes e pessoas interessadas em comidas saudáveis, você pode começar a trabalhar com 2 ou 3 parceiros e checar se vale a pena abrir o leque de opções.

Um MVP é uma parte importante da abertura de todo e qualquer negócio, podendo ser colocada em todos os tipos de marketplace. Com isso em mente, jamais deixe isso de lado ao abrir uma empresas sem antes testar se as pessoas de fato (isso feito de forma prática) usarão sua plataforma para marketplace e compra de produtos e/ou serviços.

Seguindo as etapas citadas neste guia, você com certeza consegue ter a maior assertividade possível ao abrir um marketplace!

Quer ajuda para abrir um negócio como este? A Public Online pode lhe ajudar com isso!

 Entendeu o necessário para tirar sua ideia do papel? É hora de agir e contratar uma empresa que sabe como desenvolver uma plataforma de marketplace.

Além de conseguir começar a trabalhar antes do esperado, também podemos lhe ajudar a trabalhar com a maior assertividade possível. Isso devido à nossa habilidade no desenvolvimento de sistemas. Precisa de ajuda para definir estratégia de marketing de vendas e muito mais? Conte com a Public Online!

Logo depois de fechar negócio conosco, basta nos dizer mais sobre sua ideia para que nosso time passe a trabalhar nisso. Quer saber sobre preços e condições de contratação?

Entre em contato agora com nosso time de atendimento, iremos lhe retornar o quanto antes.

© 2020 Public Online Transformação Digital | Todos os Direitos Reservados

Open chat