Economia compartilhada: saiba como montar um negócio como este

Marketplace

Economia compartilhada: saiba como montar um negócio como este

Avatar

Victor Pacheco

|

03/10/2020

|

8 min de leitura

|

Voltar

8 min de leitura

Não podemos negar que o mundo está passando por diversas mudanças e uma delas é a economia. Com a pandemia começando a diminuir e a rotina voltando a ser o que era antes, os negócios precisam mudar para não encerrarem as atividades de forma definitiva. E o que está salvando diversas empresas é a economia compartilhada.

Você pode não perceber, mas provavelmente já utilizou um serviço ou até mesmo comprou algum produto de um negócio de economia compartilhada. Sendo um novo sistema social e econômico que não para de crescer, este mercado está gerando renda para diversas empresas. Estas que anteriormente foram ultrapassadas pela tecnologia ou estão simplesmente procurando uma nova forma de aumentar os ganhos mensais.

Não sabe o que é economia compartilhada e quer saber como abrir um negócio como este? Reunimos tudo o que você precisa saber sobre este assunto e os primeiros passos para passar a ter uma renda ao lançar uma empresa focada em economia compartilhada. Boa leitura!

O que é economia compartilhada e por que isso ficou tão famoso?

Chamamos de economia compartilhada, como o próprio nome diz, o tipo de solução focada em entregar um produto ou serviço por um preço acessível devido a este ter muitos usuários ou uma grande variedade.

Hoje em dia, existem muitas formas de abrir uma empresa de economia compartilhada, mas saiba que você não deve deixar o compartilhamento de recursos humanos, físicos ou intelectuais de lado.

Com isso em mente, antes de abrir um negócio focado em economia compartilhada, estude bem o mercado para não ter prejuízos. A maior causa do sucesso destes tipos de empresa foram simplesmente a conexão de pessoas com interesses em comum, assim como a colaboração da comunidade que é público-alvo.

Empreendedores que abriram um negócio focado em economia compartilhada

Citando exemplos práticos, podemos citar o Waze como uma solução de economia compartilhada. Adquirido pela Google em 2013, este aplicativo de navegação permite que usuários forneçam informações sobre estradas, onde as pessoas podem saber qual o melhor caminho a se fazer.

Empresas de economia compartilhada ficaram bastante famosas devido a oferecerem soluções inovadoras, resolvendo problemas do dia a dia por um valor que causou certa economia. Antigamente, para ouvir uma nova música de um artista ou banda, era necessário realizar a compra de um CD que certamente ficaria guardado em casa depois de um tempo.

Com a chegada dos serviços de streaming musical, que não necessariamente obriga uma pessoa a comprar um CD, dois problemas foram resolvidos: o fim do acúmulo dentro de casa e a diminuição do valor gasto.

Mas o que fazer para entrar no mercado de economia compartilhada sem problemas?

Definindo o tipo de negócio de economia compartilhada

Aqui, estamos falando sobre como sua ideia será colocada em prática. Como dissemos anteriormente, existem muitas variações de empresas que usam isso como principal solução, então defina isso antes de definir uma logomarca, nome e demais assuntos que irão gerar gastos.

Você pode não saber, mas um marketplace de aluguel ou de leads pode ser considerado um tipo de empresa com economia compartilhada. Como citamos anteriormente, as empresas de assinatura também são bons exemplos de negócios de economia compartilhada.

Exemplo de plantas crescendo como metáfora para um negócio de economia compartilhada

Portanto, defina isso para conseguir tirar sua ideia do papel e conseguir ganhar dinheiro por meio do compartilhamento de recursos humanos, físicos ou intelectuais. Com isso em mente, fica mais fácil trabalhar na plataforma que as pessoas irão usar.

Estude o mercado antes de abrir um negócio deste tipo

Quando pensar em abrir uma empresa como esta, não tem jeito: você precisa se inteirar mediante ao assunto para não vir a perder dinheiro devido a um erro que poderia ter sido evitado. Tire um tempo de seu dia para entender o que for necessário sobre economia. Depois de fazer isso, é importante se planejar para que nada de inesperado aconteça.

E quando falamos sobre planejamento para a abertura de um marketplace de economia compartilhada ou qualquer outro tipo de negócio, é importante que todas as informações sobre isso sejam agrupadas. No caso de qualquer dúvida, independentemente da etapa que está, a resposta estará no material que você desenvolveu.

Muitas pessoas possuem certa dúvida sobre o que colocar no planejamento, mas saiba que literalmente tudo que pode lhe ajudar no processo de abertura de empresa de economia compartilhada deve ser reunido.

Empreendedores realizando estudo de mercado para abrir um empreendimento de economia compartilhada

Informações de mercado, gostos do público-alvo (aqui, lembre-se de que você precisa chamar atenção de duas pessoas: o vendedor do produto ou serviço e o cliente), valor a ser investido e demais ações para que sua empresa seja aberta da melhor forma possível. Também aproveite para definir datas e até mesmo o número de funcionários que trabalharão no dia de inauguração.

Estudou o mercado e entendeu o necessário para empreender no mundo da economia compartilhada? Vamos falar sobre assuntos legais e demais ações para que sua ideia seja tirada do papel.

Cuide de assuntos legais!

Isso pode ser considerado um empecilho para muitas pessoas colocarem sua ideia em prática, mas não deve ser deixado de lado. Isso porque sem as devidas autorizações para trabalhar, pode ser necessário interromper todas as atividades em sua empresa de economia compartilhada.

É importante cuidar para que sua empresa tenha um CNPJ (uma identificação que agrupa informações do empreendimento e titulares), Alvará de Funcionamento e demais documentos para que o negócio seja legalizado. Além disso, não deixe de enquadrar sua empresa de economia compartilhada em um regime tributário correto. Isso é indispensável para que você não passe a pagar mais impostos do que deveria.

Quer deixar a burocracia de lado? A melhor coisa a se fazer na hora de abrir uma empresa de economia compartilhada é entregar esta demanda para um time de contabilidade que entende do assunto. Com isso, você vai conseguir ter mais segurança ao entrar no mundo dos empreendimentos e economizar tempo (e dinheiro).

Desenvolva um bom site para seus clientes acessarem

Depois que todos os detalhes começarem a se acertar, é hora de começar a trabalhar na plataforma onde as pessoas irão realizar a compra de produtos ou serviços por meio de economia compartilhada. De uma forma geral, é importante trabalhar em um sistema fácil de ser usado sem que a segurança seja deixada de lado.

Considere a contratação de uma empresa que realiza o gerenciamento de todas as vendas e envia seus ganhos e do vendedor ou parceiro para contas diferentes, isso feito de forma automática.

Profissionais focados em abrir um negócio de economia compartilhada

Também é importante pensar em responsividade: muitas pessoas acessam a internet por diversos dispositivos (estes com tamanhos de telas diferentes) e você não pode deixar isso de lado. Se vir a investir em mídia paga nas redes sociais, saiba que boa parte do público pode acessar isso por smartphones.

Também trabalhe para que seus parceiros tenham um bom âmbito virtual para trabalhar. Se tiverem certa dificuldade para cadastrar novos produtos e/ou serviços para venda em sua plataforma de economia compartilhada, as vendas não irão acontecer. As vendas também podem ser baixas devido a isto, então atente-se para não ter prejuízos no desenvolvimento do sistema de venda e cadastro.

Por que contar com profissionais na hora de desenvolver uma plataforma de vendas?

Se você não quer ficar dependendo de programadores para cuidar de seu projeto, estes que podem não possuir tanta experiência neste mercado. A melhor coisa a se fazer é entrar em contato com uma empresa de Transformação Digital que entende deste assunto e vai fazer com que sua ideia seja executada da melhor forma possível.

Com a habilidade de mercado necessária para que seu projeto saia do papel sem problemas, não é de se estranhar que uma plataforma de vendas desenvolvida por uma empresa que entende do assunto e do mercado. Entenda que, por mais que seja mais caro realizar a contração destes profissionais, você investirá para não ter problemas com o passar do tempo.

Muitas empresas estão realizando a venda de pacotes personalizados, onde por meio de um projeto pré-finalizado, é realizado o desenvolvimento de sua plataforma de vendas focada em economia compartilhada.

Quer abrir um negócio de economia compartilhada? Conte com a Public Online!

Agora que você entendeu mais sobre este tipo de mercado e sabe o que precisa para ter um lucro maior, o que acha de trabalhar no desenvolvimento de seu negócio de economia compartilhada agora mesmo? É hora de entrar em contato com a Public Online, onde somos especializados em desenvolver plataformas de venda como esta.

Logo depois de fechar negócio conosco, basta nos dizer mais sobre sua ideia para que nosso time passe a trabalhar nisso. Quer saber sobre preços e condições de valores? Entre em contato agora mesmo ao preencher o formulário de contato. Nosso time de atendimento irá lhe retornar o quanto antes.

Exemplo de pessoas trocando informações em um negócio de economia compartilhada

Gostou do conteúdo acima? Siga-nos nas redes sociais para ter acesso a um conteúdo exclusivo sobre performance na internet. Estamos no Facebook e Instagram. Também não deixe de acessar nosso blog, já publicamos diversos artigos que podem impactar seu dia a dia.

E diga nos comentários: o que não pode faltar em negócio de economia compartilhada?

© 2020 Public Online Transformação Digital | Todos os Direitos Reservados

Open chat